domingo, 30 de dezembro de 2007

...

Havia vida para além das tuas palavras. E também dos meus pensamentos. Não consigo esquecer. Podia simplesmente desligar. Ficar a ouvir-te. Fixo o olhar num ponto qualquer e ali fico, quieta. Absorta em mim. O que me preocupa? Nada... Tudo. Se me perguntares em que penso não te saberia responder de forma clara. Na minha cabeça bailam pensamentos, discorrem raciocínios. Sobre mim, sobre ti e de novo sobre mim. O que gosto, o que me incomoda. A vida e o comodismo a que me habituei. Como vês, nada. E tudo. Por isso o meu olhar as vezes entristece. Os dias vão passando, embora as horas se arrastem, demasiado lentas. Passa um, depois outro e no fim, passou já tanto tempo. E a mim, parece-me que nada mudou durante todo esse tempo. Parece-me que todos os dias são iguais. Não muda nada. Noutros dias, os melhores, escondo a tristeza dos meus olhos e concentro-me. Digo para mim mesma que hoje vai ser diferente. E por isso, tento. Sorrio para todos. Tento levantar o olhar do chão. Falo sorrindo. E todos acreditam. E não me questionam. E chego ao fim do dia (ao fim de umas horas) cansada de distribuir sorrisos. Esgotada de fingir o que não tenho. E por fim, escondo-me na escuridão da noite, no descanso fingido, para deixar então que se solte a alma. E que possa desamarrar-se. E chorar e sofrer sem que ninguém veja. Sem que ninguém desconfie. Sem que alguém me incomode. Posso, enfim, descansar. Até de mim...

sábado, 29 de dezembro de 2007

...


Se todas as pessoas fossem idênticas a nós, neste mundo?
Todos tivessem pensamentos iguais, sentimentos iguais, gostos iguais?
Ninguém para contrapor uma ideia, ninguém que contrariasse nossos desejos, e que agissem exactamente como nós.
E se todas as pessoas gostassem dos mesmos filmes, dos mesmos alimentos, das mesmas festas, dos mesmos times de futebol, dos mesmos carros, e de frequentar os mesmos lugares?
Será que a vida teria graça?
Ou será que isso seria um real motivo para a infelicidade?
Imagine se todos vestissem roupas das mesmas cores, dos mesmos modelos, da mesma marca. Isso causaria tédio.
Se todos fôssemos idênticos não haveria graça nem crescimento.
Nós precisamos uns dos outros para sermos felizes. Precisamos de pessoas que pensem diferente, que sintam diferente, que ajam diferente, porque é a soma das diferenças que produz a felicidade.
Precisamos trocar experiências, discutir ideias, concordar e discordar.
É essa dinâmica da vida que nos dá motivos para viver e crescer realmente.
Por isso as diferenças são salutares, são incentivo e estímulo para o nosso progresso.
A felicidade é uma propriedade do espírito, mas só é conquistada na vida de relação.
As emoções que sentimos só são possíveis porque existe o outro.
Se não houvesse o outro não teríamos como avaliar nossos sentimentos.
Sem o inter-relacionamento seríamos ilhas, isoladas, e a vida não teria sentido.
Podemos afirmar, então, que a felicidade é uma conquista social.
Por tudo isso, vale a pena pensar na importância das pessoas em nossa vida, por mais problemáticas que elas sejam. Que nós possamos ser...
São elas que dão significado à vida e nos permitem a felicidade. Portanto, as pessoas são mais importantes que os bens materiais.
Imaginar ter muito dinheiro, a casa de sonhos, com a mobília mais sofisticada possível, roupas maravilhosas e comida abundante.
Mas tudo isso ao preço de nunca mais ver ou ser visto por qualquer ser humano. Você ficaria contente? Ou será que enlouqueceria?
Só se é feliz em sociedade.
Como disse o poeta António Carlos Jobim, “É impossível ser feliz sozinho”.
De que adianta ter beleza, dinheiro, bens, se não tiver olhos para contemplar a beleza, companhia para gastar o dinheiro e alguém para admirar nossos bens?
Assim também acontece no campo dos sentimentos.
De que adianta ter a mente mais brilhante, o coração mais afectuoso sem ninguém para dividir esses tesouros?
E somente podemos interagir dessa forma com outras pessoas. Não podemos trocar ideias com coisas ou animais.
As coisas não interagem e os animais não trocam ideias... Restam os seres humanos.
É com eles que construímos e dividimos a nossa felicidade.
Por isso é importante que o outro seja diferente. Não há crescimento sem antagonismos. Se todos fôssemos iguais não haveria progresso.
É na harmonia dessas diferenças que está a beleza da relação entre os seres racionais...do homo sapiens...

A felicidade não é um lugar aonde chegaremos um dia, é uma forma de vida, é uma maneira de caminhar.

Para ti...

...Se eu fosse a noite
talvez eu fosse uma estrela,
talvez te brilhasse no caminho,
talvez te ajudasse a ver o trilho,
a cor de todas a mais bela,
como cores de mil tons
no vogar dos olhares sábios

...talvez te amasse num campo verde,
talvez...,
se fosse noite...
Mas não sou!
sou um pedaço de lua,
sou tudo aquilo que vês.

Beijo meu...

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

...

"Se tudo for feito com Amor e ingenuidade;
Se todos se amarem mutuamente;
Se a felicidade for uma Eternidade
;
Se a tristeza for mera passagem;
Se a amizade for sincera e de Verdade;
Se a vida for um Dar acima de receber;
Então descobriremos que foi em cada um desses
momentos que nosso coração bateu mais forte,
e que agimos pura e simplesmente como Seres Humanos
!"


" Todas as pessoas do mundo
sorriem no mesmo idioma
"
Morris Mandel


Uma grande verdade...
Porque não comunicamos todos dessa forma
?

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

...

Aos meus Amigos e Amigas,

Aos crentes, aos cristãos, aos muçulmanos, aos budistas e a todos os que professam alguma religião.

Aos não crentes, aos agnósticos, aos ateus, aos mações e a todos os que procuram uma forma de entender a divindade.

Aos amigos e amigas que sabem que têm um lugar especial no meu coração, àqueles e àquelas que se fazem sentir presentes na diáspora que, por vezes, toma conta das nossas vidas.


De forma especial, aos rosacruzes de qualquer latitude ou longitude deste planeta, que continuam na sua caminhada em busca do Graal das suas vidas.

Para todos os meus desejos sinceros de um Natal Feliz e que o Ano Novo, que está aí à porta, recheado de esperanças, lhes traga a Paz interior, condição necessária para a realização de todos os nossos anseios.

Boas Festas!!!
Beijo meu embrulhado em abraço...

domingo, 16 de dezembro de 2007

"eu pinto as pessoas, não precisamente pelo que elas parecem,
não exactamente pelo que elas são, mas pelo que deveriam ser"

Lucien Freud

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Minha Alma...

Minha alma acolhe, sustenta uma dor, carregando o peso do tempo… sobrevoando as forças do céu azulado. Minha alma que procura e, não encontra o seu sabor, o sabor da tua. Esse sabor que me sacia! Sabor… Intenso… Cristalino… Embriagante! Sabor que ofusca esta dor, que vagueia sem destino, a longos e pesados passos nesta estrada. Alma que se perdeu nas ondas do prazer, nos caminhos escurecidos, em passadeiras repletas de espinhos laminados, pela tua distância, pelo teu amargo amar. Minha alma perdida, procura incessantemente a calma, e luta neste jogo da vida por um novo amanhecer! aquela alma, que me suaviza com dedos de fogo, que me acalma com sorrisos de mil cores, que me beija com lábios de mar… beijos salgados, frescos… amaldiçoados com doçura! Encaminha-a para mim! Encaminha-a para os meus braços! Deixando-a repousar no meu peito! Num canto desalinhado, afino o som da minha alma, aguardando um regresso, aguardando um encontro… Aguardando um momento!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

...

Eu sou aquela
Que embora quase letalmente ferida
Se levantou, ignorando a mazela

Eu sou a perdida
Que não desiste de tentar se encontrar
Por mais tempo que isso possa levar

Eu sou a Mulher
Com garra de grande lutadora
Por mais quedas e por mais perdedora

Eu sou como o vento
Que tanto sopra suavemente
acalmando qualquer sofrimento
Como arrasa por completo o mundo
E assim demonstro o que cá está no fundo


Eu sou por vezes como o gelo
Tão frio...

que não se derrete com o que é mais puro
Congelada pelas magoas e por um pesadelo

Eu sou como o fogo
Tão quente, tão ardente
Tanto destruidor como acolhedor
Reagindo assim a este castigo

Não sou em nada como a terra
Tão parada, tão sagrada
Tão estática, tão seca ou molhada

Eu sou o espírito do mar e da serra
da planície e do rio

Sou a brisa, e o vendaval
Sou o calor e o frio
E tudo isto já quase que me foi fatal

Fui condenada à solidão
Nunca estando sozinha
Fui condenada a esta vastidão
Tornando-me assim pequenina
Fui condenada à dor
Apenas por ter desejado algum calor
Fui condenada assim
A sofrer até ao meu fim

Mas não desisti de encontrar o perdão
Não desisti de cumprir a minha missão
E assim continuarei
E um dia me encontrarei

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

....

Para tod@s que passam por aqui os desejos mais simples : que esta época seja cheia de Paz e Amor, que aquilo que nos une seja capaz de nos tornar mais solidári@s, que o sapatinho, ainda que não tenha muitas prendas, tenha uma bem especial, aquela que vale a pena e não tem preço... a Amizade!
Para tod@s os que entram nesta casa e que me transmitem sentimentos de ternura, um brilho no olhar e um sorriso nos lábios
...

Feliz Natal 2007


Para terminar...como diria Ary dos Santos:
Tu que dormes a noite na calçada de relento, numa cama de chuva com lençóis feitos de vento
Tu que tens o Natal da solidão, do sofrimento és meu irmão amigo, és meu irmão
E tu que dormes só no pesadelo do ciúme, numa cama de raiva com lençóis feitos de lume e sofres o Natal da solidão sem um queixume, és meu irmão amigo, és meu irmão.

Natal é em Dezembro, mas em Maio pode ser, Natal é em Setembro, é quando um homem quiser
Natal é quando nasce uma vida a amanhecer, Natal é sempre o fruto que há no ventre da mulher

Tu que inventas ternura e brinquedos para dar, tu que inventas bonecas e comboios de luar e mentes ao teu filho por não os poderes comprar, és meu irmão amigo, és meu irmão
E tu que vês na montra a tua fome que eu não sei, fatias de tristeza em cada alegre bolo-rei, pões um sabor amargo em cada doce que eu comprei, és meu irmão amigo, és meu irmão

Natal é em Dezembro, mas em Maio pode ser, Natal é em Setembro, é quando um homem quiser
Natal é quando nasce uma vida a amanhecer, Natal é sempre o fruto que há no ventre da mulher.

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

...Inquieta...

...A vida é o oceano
A tristeza e a felicidade são os ventos
Os pensamentos são as pontas das montanhas,
que se erguem como ilhas.
A vida de uma pessoa é o seu veleiro.

Uma pessoa em harmonia
É aquela que sabe usar os ventos como força para se impulsionar,
usar as ilhas para o seu descanso na sua jornada,
apreciar o balanço das ondas, como elas devem ser,
E ao final da jornada, abrir um sorriso e dizer:
a viagem valeu!
Uma pessoa em desarmonia
É aquela que sempre transforma os ventos numa tempestade,
Que ignora as ilhas, e as vêem como obstáculos as suas jornadas,
Que acha que as ondas só podem estar no topo,
Que no fim da jornada apenas conta quantas vezes as ondas
desceram e quantas vezes o barco virou...

...Desafio...

Vou responder a um desafio que me foi lançado pela querida Amiga Mimo-te que consiste em escrever dez frases sobre mim. Não sei se são as mais significativas, mas são as que vieram ao pensamento neste momento…

1. Sou sensível e muito emotiva
2. Sou transparente
3.
Difícil para mim dizer a palavra NÃO
4. Sou boa ouvinte
5. Sou Mãe galinha
6. Sou Guerreira na vida
7. Sou boa Profissional
8. Sou solidária
9. Nem sempre mas… sou ingénua
10. Amo os meus Amigos


E seguindo as regras! Tenho que nomear cinco amigas (os) para lhe darem continuidade. Assim escolho:

http://voandoai.blogspot.com/
http://serpentine99.blogspot.com/
http://profeciaeterna.blogspot.com/
http://babyvelvet.blogspot.com/
http://haflordapele.blogspot.com/

Beijo meu

sábado, 1 de dezembro de 2007

...Hino ao Amor...

Saberás que não te amo e que te amo
Pois que de dois modos é a vida,
A palavra é uma asa do silêncio,
O fogo tem sua metade de frio.

Amo-te para começar a amar-te,
Para recomeçar o infinito
E para não deixar de amar-te nunca:
Por isso não te amo ainda.

Amo-te e não te amo como se tivesse
Nas minhas mãos a chave da felicidade
E um incerto destino infeliz.

O meu amor tem duas vidas para amar-te.
Por isso te amo quando não te amo
E por isso te amo quando te amo.

...

Olá Amigas(os) Saudades de vós! ando ausente por aqui. Mas sempre que consigo parar… (trabalho!) repouso o olhar nas vossas palavras vivas que me enlaçam de prazer de saber que estão presentes…
E eu bem ou mal escrevo e quero continuar a escrever. Dia, hora indiferente, sentir que alguém nos ouve…nos sente, é a vida a correr… na caminhada pedra por pedra…
Sinto-me bem…
embora esta época festiva de família, seja muito difícil sentir e viver, a sorrir.
Todos os dias acordo para a vida, com a vida a meu lado para eu acordar, minha pequena, linda princesa de grande coração. Sempre do meu lado, mesmo nas tempestades intemporais do meu sentir…

Bom fim-de-semana queridas presenças da blogosfera!

domingo, 25 de novembro de 2007

...


Eterno, é tudo aquilo que dura uma fracção de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata...Somos donos de nossos actos, mas não somos donos de nossos sentimentos; Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos; Podemos prometer actos, não podemos prometer sentimentos...Actos são pássaros engaiolados... Sentimentos são pássaros em vôo...

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Tempo...

Quando de manhã me olho no espelho e o tempo permite que me encontre com as linhas traçadas no meu rosto, observo e penso como cada uma delas denuncia tudo o que a vida já me ofertou. Em cada vinco há um toque de sabedoria, vivida na experiência das lágrimas e dos sorrisos...em cada risco uma marca de Amor, de Saudade, de Alegria.
A minha face é o livro da minha vida, onde tantas páginas já foram escritas e outras, ainda em branco, são escritas também pelas mãos que comigo as têm desenhado em cada detalhe, profundas e felizes, repletas de tanto que a vida nos tem oferecido.
E o tempo passa...a vida escoa-se, em cada minuto reconheço o tão pouco que sei, o tanto que tenho ainda para aprender...Mas esse pouco é o que falta para tudo o resto e com ele poderei chegar ao todo. Mesmo sabendo que perfeição não existe, tento a cada instante aproximar-me, buscando em cada gota de tempo a luz da sabedoria e da serenidade e, em cada gesto das mãos que comigo estão, todos os pedaços de Vida que tenho para Viver.

domingo, 18 de novembro de 2007


Tu eras também uma pequena folha
que tremia no meu peito.
O vento da vida pôs-te ali.
A princípio não te vi: não soube
que ias comigo,
até que as tuas raízes
atravessaram o meu peito,
se uniram aos fios do meu sangue,
falaram pela minha boca,
florescem comigo.

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

O Verbo no Infinito


Ser criado, gerar-se, transformar
O amor em carne e a carne em amor; nascer
Respirar, e chorar, e adormecer
E se nutrir para poder chorar


Para poder nutrir-se; e despertar
Um dia à luz e ver, ao mundo e ouvir
E começar a amar e então sorrir
E então sorrir para poder chorar.

E crescer, e saber, e ser, e haver
E perder, e sofrer, e ter horror
De ser e amar, e se sentir maldito

E esquecer tudo ao vir um novo amor
E viver esse amor até morrer
E ir conjugar o verbo no infinito...

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

...

"O ENCONTRO de duas PERSONALIDADES é como o contacto de duas substâncias químicas: se houver alguma REACÇÃO, ambas serão TRANSFORMADAS."

OS SETE PRINCÍPIOS DO XAMANISMO HUNA


1. IKE - O mundo é assim como você imagina que é – você cria a sua realidade com suas crenças, atitudes, desejos, medos, sentimentos, julgamentos, pensamentos e emoções.

2. KALA - Não existem limites – a separação é somente uma ilusão, portanto existe um potencial criativo ilimitado.

3. MAKIA - A energia flui para onde a atenção se direcciona – os pensamentos e as emoções determinam as experiências.

4. MANAWA - O poder está no “aqui e agora” – mudando as limitações do presente, modifica-se o futuro.

5. ALOHA - Amar significa sentir-se feliz com aquilo que se tem.

6. MANA - Todo o poder vem do seu interior – ninguém mais tem o poder de mudar a sua vida a não ser você mesmo.

7. PONO - Não existe uma verdade absoluta – somente níveis individuais de percepção, conscientização e realização.

ABENÇOE O PRESENTE,
CONFIE EM SI MESMO E ESPERE SEMPRE O MELHOR.
—————————————————————–
Lembrar os ensinamentos Huna.
Abraço...

sábado, 10 de novembro de 2007

...



" This is the land of a thousand words

But it seems so few are worth the breath to say

Except I'll be looking after my own world

And you just keep on saving the day

I'll try to stay but it's in vain when you're far

I'm on the run to wherever you are "

(Land of a thousand words - Scissor Sisters)

Bianca Ryan * Pequena maravilha para o mundo da música!


The amazing performance of 11 year-old Bianca Ryan on "America's Got Talent"

terça-feira, 6 de novembro de 2007

...



Linda! simplesmente maravilhosa, perfeita nas palavras, onde coloca verdades e tanto sentimento... hoje Ana Carolina fica aqui presente por mim...

história sem palavras. para quem quiser decifrar...

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

...

Quantas vezes, contudo, não anseio visualmente por esta paz de onde quase fugiria agora, se fosse fácil ou decente! Quantas vezes julgo crer – lá em baixo, entre as ruas estreitas de casas altas – que a paz, a prosa, o definitivo estariam antes aqui, entre as coisas naturais, que ali onde o pano de mesa da civilização faz esquecer o pinho já pintado em que assenta! E, agora, aqui, sentindo-me saudável, cansado a bem, estou intranquilo, estou preso, estou saudoso. Não sei se é a mim que acontece, se a todos os que a civilização fez nascer segunda vez. Mas parece-me que para mim, ou para os que sentem como eu, o artificial passou a ser o natural, e é o natural que é estranho. Não digo bem: o artificial não passou a ser o natural; o natural passou a ser diferente.

domingo, 4 de novembro de 2007

...

Não sou eu quem faz, é a totalidade que faz através de mim, apesar de mim. Não sou a actriz, a dona do palco, não produzo ou dirijo. Sou a bruma que permeia a observação, sem interferir ou julgar. E quando ajo, não aguardo os resultados. Como ao plantar uma semente, eu cuido para que ela tenha as melhores condições possíveis para se desenvolver. Porém os frutos que virão dela, não são meus. Assim, liberdade.

Quando descobrir que existe em seu ventre a fonte nutridora de toda a humanidade e um poder de transformação tão poderoso e que só pode ser utilizado com doçura e generosidade. Quando conseguir compreender que é a sua capacidade de amar que faz seu universo vibrar e não sua mente lúcida e ávida por saciedade. Quando acreditar, derrame-se.


sábado, 3 de novembro de 2007

O som do silêncio...

Maggie Taylor.Gardener
Aprender a ouvirmo-nos.
Parar para divagar
Não é chocar as pessoas com o nosso aparente autismo.
É permitirmo-nos usufruir o nosso espaço.

Simplesmente ouvir o que a nossa consciência tem para nos dizer.
Deixar de ouvir os outros para conhecer melhor o nosso interior.

Aquietar, meditar.
Conhecer para melhorar.

Tu és teu, não dos outros.

Assumir as tuas diferenças
Vivê-las intensamente.

Descobrir novos EUs dentro de ti.
E orgulhares-te disso.

Não tirar fotografias.


Linda esta canção, amei a cena no filme "Bridget Jones Diary".
Naquelas noites do meu Eu, minha solidão... a escolhida no karaoke. ;)

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Filosofando....



** Asas? todos nós temos. Mas nem todos sabem voar...

**...Eu sou uma essência. Uma alma. Uma delicadeza. Um sentir. Um perceber. Eu sou assim: uma doce realista-surreal.


** Existe coisa melhor que dormir? Existe: dormir muito.


quinta-feira, 1 de novembro de 2007

... Mulher Poesia...

Escrever uma poesia
Não é para um qualquer
Mas se encontra esta magia
Quando se escreve da mulher

A mulher que ama sem pedir amor,
Que sofre sem ter medo;
Chora sem fingir dor
E sabe que em amar não há segredo

Por isso ama, não importa o tempo
E mesmo confusa,
sabe sempre o que quer
Pois não importa o tamanho sentimento
Mesmo forte; será sempre mulher...

(Autor Desconhecido)

Guerreira

Sento-me à beira da vida e, num suspiro de alívio descalço os sapatos de sola gasta de percorrer a estrada, que busca a felicidade. Levanto-me a caminho, em direcção a uma luz que avisto ao longe, quase tão gasta como os meus sapatos de cristal. A passos largos e certeiros vou ao seu encontro, cada vez vejo-a mais longínqua, estou cansada tenho sede e fome, doem-se-me os pés e a alma, meu corpo cai na terra molhada, sujando o meu vestido de fios de ouro, meu rosto cai sobre uma pedra laminada pelo tempo, fazendo um golpe profundo na minha face. Tento levantar-me mas não consigo, deixo-me ficar debruçada sobre algo que não consigo visualizar, os meus olhos estão presos no sangue que pinga na lama da minha estrada. Caio… Perdi os sentidos e, nos meus sonhos vejo a luz, vejo-a com exactidão e, consigo tocar-lhe é fresca e possui um aroma divinal. Um som ensurdecedor obriga-me a acordar, fazendo o meu corpo reagir ao frio que está presente. Abro os olhos, olho em redor e, vejo essa luz… Fecho-os de novo, coloco as mãos no chão e levanto-me... sinto o corpo dorido, os pés têm feridas abertas, o meu rosto está completamente desfigurado pelo golpe profundo. Uma força interior invade os meus sentidos, percorrendo o meu corpo a uma velocidade feroz, fazendo o meu corpo reagir. Ainda não alcancei a luz que está na minha estrada.
--------------------------------------------
Mas como guerreira que sou não deixar de lutar, por mais feridas que faça no meu caminho, vou encontrar sempre as forças para alcançar a minha felicidade.

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

terça-feira, 30 de outubro de 2007

...

Repara,
há corações como a romã:
Enormes, abertos
ígneos corações
.

...


Tu...
Tu que eu amo...
Tu que eu quero...
Tu...
Tu que nada dizes...
Tu que te escondes...
Nós...
Nós que trocamos olhares...
Nós que amamos em silêncio...
Eu...
Eu que não digo nada...
Eu que me escondo...


Vidas que se cruzam, caminhos que se encontram, destinos que se tornam um só...
Escrevem-se histórias, ficam as memórias de gestos de amor que tudo dizem...

" Todos os segundos contam, todos os minutos passam, todas as horas correm,
E na iminência dói tu deparares com tempo mal passado, e,
Passares pelo arrependimento em teres desperdiçado algum em não seres tu.
Vive o dia, curte a noite e sê tu..."

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Saudades...

Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás,peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz
revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar,volte! Se perceber que precisa seguir,siga!
Se estiver tudo errado,comece novamente.
Se estiver tudo certo,continue.
Se sentir saudades,mate-a.
Se perder um amor,não se perca!
Se o achar,segure-o!

domingo, 28 de outubro de 2007

...


"A verdade de outra pessoa
não está no que ela te revela,
mas naquilo que não pode revelar-te.
Portanto, se quiseres compreendê-la,
não escutes o que ela diz,
mas antes, o que não diz."

sábado, 27 de outubro de 2007

Renasçemos todos os dias...

Guy Berthier-Fiorda












“ Somos a ponte para a eternidade,
Formando um arco sobre o mar,
Procurando aventuras para nosso regozijo,
Vivendo mistérios, optando por calamidades,
Triunfos, desafios, apostas impossíveis,
Pondo-nos à prova uma e outra vez,
Aprendendo amar
.”

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

PARA SERES ESPECIAIS

Tem sempre presente,
que a pele se enruga,
que o cabelo se torna branco,
que os dias se convertem em anos,
mas o mais importante não muda!

Tua força interior e tuas convicções
não têm idade.
Teu espírito é o espanador
de qualquer teia de aranha.
Atrás de cada linha de chegada,
há uma de partida.

Atrás de cada trunfo, há outro desafio.
Gustave Courbet, Portrait of Jo, the Beautiful Irish Girl, 1865, Oil on canvas















Enquanto estiveres vivo, sente-te vivo.
Se sentes saudades do que fazias,
torna a fazê-lo.
Não vivas de fotografias amareladas.
Continua,
apesar de todos esperarem que abandones.
Não deixes que se enferruje
o ferro que há em você.
Faz com que em lugar de pena, te respeitem.

Quando pelos anos não consigas correr, trota.
Quando não possas trotar, caminha.
Quando não possas caminhar, usa bengala.
Mas nunca te detenhas!!!


(hoje...sinto-me sem forças,precisei de palavras, um gesto simples. Encontrei e aqui falo com elas... )

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Dias desconhecidos...


Os anos ensinam muitas coisas que os dias desconhecem...

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Last Words...










Estas foram as últimas palavras de algumas celebridades internacionais.
Se você conseguir lê-las na imagem, então poderá ficar tranquilo, pois isto significa que, provavelmente, as suas não serão proferidas tão cedo...






Pensando nisso, cheguei à conclusão de que as minhas seriam estas:

"Chega de palavras simples
e poemas prosaicos,
Entrego-me agora ao misterioso
E sublime desconhecido.
Adeus
."

É claro que se essa minha derradeira cena não fosse assim, meio cliché, cheia de referências e, acima de tudo, bem dramática, não seria eu a protagonista. Mas, a propósito, se você pudesse escolher já, quais seriam as suas últimas palavras?



per te...


"Per te, per te, vivrò
L'amore vincerà
Con te, con te, avrò
Mille giorni di felicità
Mille notti di serenità
Farò quello che mi chiederai
Andrò sempre dovunque tu andrai
Darò tutto l'amore che ho per te."

Fascinante talento. Soberba voz… adoro, bellisimo!

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Não sei se é um eco, se sou eu próprio a falar por ti. Nem sei se não serei sozinho os dois. Ou se não serás tu que me pegas na mão para por ti escrever. Eu e tu. Que és e não és. Criação minha, não mais que amor do amor, do que de si mesmo se alimenta, a si mesmo se consome e de si mesmo morre e renasce. Como eu em ti e tu em mim. Ou eu e tu num só, este que nem sequer diz o teu nome, porque não sabe, nunca soube ao certo quem tu és. Todas numa só. Ou um a só em todas.

domingo, 21 de outubro de 2007

Paula Rego_1990_London,National Gallery








Existem pessoas que vêm ao mundo para deixar a sua marca, como se fosse uma “propaganda”, que quando chama a nossa atenção, a gente nunca mais esquece. Entre as marcantes características, existem as pessoas que tem uma risada que te entusiasma ainda mais se for espontânea e estiver pronta para qualquer momento.
Na verdade, é mais que uma risada, é uma gargalhada. Perceber como existem pessoas que tem esta grande facilidade de soltar uma deliciosa gargalhada, a qualquer momento. Pense nisso, geralmente são pessoas que ocupam muito espaço, que não precisam avisar que chegaram, pois a presença é tão forte, que todos percebem a movimentação.
Outra forte característica é a voz, sempre num tom que a caracteriza diferente que das outras pessoas. Como se todos estivessem falando mas na verdade, é aquela que nos absorve. Acredito que todas as pessoas têm essências e características exclusivas, eu particularmente, conheço apenas uma pessoa que ocupe tanto espaço.
Estar atento nas qualidades dos amigos, é interessante ficar pensando nas atitudes, costumes, modos, simples gestos. Procure relembrar os bons momentos ao lado dos amigos. Quando um amigo te liga para sair, assistir um filme, ouvir uma música, ou simplesmente um olá, aproveite cada momento ao seu lado. Não deixe de desfrutar destas ocasiões por pequenos motivos, preguiça ou qualquer outra banalidade, esteja sempre pronto para compartilhar as risadas.
Uma amizade não cria somente afinidade, eterniza bons momentos da vida. Com essa amizade podes contar para qualquer momento, desde os felizes e agradáveis como as confusões ou aqueles dias em que precisas de um abraço, ou chorar em silêncio ao lado de quem não precisa de palavras para te sentir. E quando tu tens uma amizade destas, preserva com todo o carinho.
Compartilhar os momentos de felicidade ao lado dos amigos formam as histórias que vais contar aos filhos, e deixam as grandes lembranças no nosso coração. A amizade está baseada na cumplicidade dos momentos que é sempre dividido. Desperta a capacidade de amar o próximo, afinal, o amigo é sempre um amor.
Ao compartilhar momentos de felicidade ao lado de alguém especial, tudo fica registado no coração, mesmo que a mente esqueça… pois na verdade se tornará eterno.

É a minha amizade por quem amo… o meu ser afectuoso perante outro ser que vale a pena descobrir.
Quem não sente assim… tento entender que provavelmente peço demais á Amizade. Será?

Beijo meu

Alma de mulher... "nem todas assim"...

Nada mais contraditório do que "ser mulher"...
Mulher que pensa com o coração,
age pela emoção e vence pelo amor.
Que vive milhões de emoções num só dia
e transmite cada uma delas, num único olhar.
Que cobra de si a perfeição
e vive arrumando desculpas
para os erros, daqueles a quem ama.
Que hospeda no ventre outras almas,
dá a luz e depois fica cega,
diante da beleza dos filhos que gerou.
Que dá as asas, ensina a voar
mas não quer ver partir os pássaros,
mesmo sabendo que eles
não lhe pertencem.
Que se enfeita toda e perfuma o leito,
ainda que seu amor nem perceba mais tais detalhes.
Que como uma feiticeira transforma em luz e sorriso
as dores que sente na alma,
só para ninguém notar.
E ainda tem que ser forte,
para dar os ombros para quem neles precise chorar.
Feliz do ser... que por um dia souber
entender a alma da mulher!

sábado, 20 de outubro de 2007

Quem me dera...













"Quem me dera encontrar o verso puro,
O verso altivo e forte, estranho e duro,
Que dissesse a chorar isto que sinto!"

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Olá Caras Amigas,

Hoje estou aqui no sentido de perguntar a quem marca presença em Notas Soltas,
Se necessita ou conhece alguém para o efeito de partilhar comigo habitação, sou proprietária da mesma, e sendo directa tenho imensas dificuldades em viver, e só sobreviver cansa e desgasta o ser… o estar.
Com o excessivo aumento de renda e custo de vida é difícil manter estabilidade no que quer que seja.
Por outro lado uma companhia agradável é sempre saudável ;)
Pois fico por aqui…ah! Margem Sul.
Contacto: 914673403



















Cheguei ao cimo de um monte imaginário , abeirei-me do precipício que se despenhava até ao mar, contemplei o horizonte que se estendia até ao ponto onde os meus olhos não podiam mais alcançar...Fixei o olhar nesse ponto e uma brecha se abriu, deixando um portal aberto para o infinito, que existe no limite do real...Entrei por ele adentro, sem hesitar... não senti medo!Vi estranhos seres que se moviam à minha volta, numa espécie de ritual de tribo, perdida no meio da floresta, algures num mundo irreal...Ignoravam a minha presença. Talvez não me vissem... talvez fosse invisível, naquele mundo onde eu não pertencia...Não sei por quanto tempo estive ausente...Abri os olhos.O horizonte permanecia igual. A brecha que eu vira, desaparecera.E o meu mundo... era este, afinal!... Onde a a minha presença é mero acaso...

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

The Doors - Feast Of Friends



Verdadeira alma de Poeta..."Jim Morrison" maravilhoso este Poema, intenso de reflexão... não consigo alcançar nada mais neste momento , este som é profundo, lindo, sentes?

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Lágrimas ocultas

Florbela Espanca

Se me ponho a cismar em outras eras
Em que ri e cantei, em que era querida,
Parece-me que foi noutras esferas,
Parece-me que foi numa outra vida...

E a minha triste boca dolorida,
Que dantes tinha o rir das primaveras,
Esbate as linhas graves e severas
E cai num abandono de esquecida!

E fico, pensativa, olhando o vago...
Toma a brandura plácida dum lago
O meu rosto de monja de marfim...

E as lágrimas que choro, branca e calma,

Ninguém as vê brotar dentro da alma!

Ninguém as vê cair dentro de mim!

... aquela solidão nas paredes me incomoda.
mistura de sentires inconstantes
no final... fecho os olhos sem nada.

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Studies & Sketches by Leonardo da Vinci

Da Vinci um dos maiores gênios da história da Humanidade



Depois de ter passado pela Rússia, Brasil e EUA, chegou a Portugal a exposição "Leonardo Da Vinci - O Génio" abriu as portas este sábado. O evento prolonga-se até 27 de Janeiro 2008.

  • Cidade invicta, nos jardins do Palácio de Cristal e no Pavilhão Rosa Mota.

domingo, 14 de outubro de 2007

Lindas!





Ontem...
Noite de estrelas
com a voz da vida
elas...






Mãe e tia na onda da "Telepatia" ;)

Plenitude

Amadeo modigliani -Nudo 1917

meio anjo
é quase humano
ou inumano em sua essência



mas
assim como o homem-mulher é quase anjo
também é a mulher-homem
meio anjo ou meio humano

ambos não se distinguem
na busca da plenitude

sábado, 13 de outubro de 2007

Somos folhas breves onde dormem
aves de silêncio e solidão.











Somos só folhas ou o seu rumor.
Inseguros, incapazes de ser flor,
até a brisa nos perturba e faz tremer.

Por isso a cada gesto que fazemos
cada ave se transforma noutro ser.

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Mente Inquieta


Virei a página

Deixo-te a folha branca

Para que nela possas esculpir

Pedaços de vida.

Silencio as palavras...

O ontem é passado

O hoje é quase ontem

Amanhã é outro dia!

"Há momentos na vida que sentes tanto a falta de alguém que dá vontade de tirá-lo dos sonhos e dar-lhe um abraço de verdade..."

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Amei-te...


Amei-te e por te amar só a ti eu não via...
Eras o céu e o mar, eras a noite e o dia...
Só quando te perdi é que eu te conheci...

Quando te tinha diante do meu olhar submerso
Não eras minha amante... Eras o Universo...
Agora que te não tenho, és só do teu tamanho.

Estavas-me longe na alma, por isso eu não te via...
Presença em mim tão calma, que eu a não sentia.
Só quando meu ser te perdeu vi que não eras eu.

Hoje eu busco-te e choro por te poder achar
Não sequer te namoro, como te tive a amar...
Nem foste um sonho meu... porque te choro eu?

E hoje pergunto em mim quem foi que amei, beijei
Com quem perdi o fim aos sonhos que sonhei...
Procuro-te e nem vejo o meu próprio desejo...

Que foi real em nós? Que houve em nós de sonho?
De que nós fomos de que voz o duplo eco risonho
Que unidade tivemos? O que foi que perdemos?

Amamo-nos deveras? Amamo-nos ainda?
Se penso vejo que eras a mesma que és...
E finda tudo o que foi o amor; assim quase sem dor.

Sem dor... Um pasmo vago de ter havido amar...
Quase que me embriago de mal poder pensar...
O que mudou e onde? O que é que em nós se esconde?

Talvez sintas como eu e não saibas senti-lo...
Ser, é ser nosso véu, amar é encobri-o,
Hoje que te deixei é que sei que te amei...

Que importa? Se o que foi entre nós foi amor,
Se por te amar me dói já não te amar, e a dor
Tem um íntimo sentido, nada será perdido...

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Because he said so...





















"You need chaos in your soul to give birth to a dancing star"

terça-feira, 9 de outubro de 2007

TELEPATIA


Fechar os olhos, ouvir, recordar...

Eu acredito.

Sais pelo sonho como de um casulo e voas...

Sais pelo sonho como de um casulo e voas.
Com tal leveza podes percorrer o mapa
e ir e vir ao acaso, ar e nome:
como as borboletas.

Não és tu, mas a tua memória com asas.

E abrem-se os palácios,
e percorres os tesouros guardados,
e és sorriso e silêncio
e já nem precisas mais de asas.

Na noite encontras o dia, claro e durável.
Voas sobre séculos e horóscopos.
Ouves dizer que te amam
como ninguém jamais o poderia confessar.
Não tens idade nem tribo,
nem rosto nem profissão.
Podes fazer o que quiseres com palavras, harpas, almas.

E quando voltas ao teu casulo
já não tens medo nenhum da morte.
E em teu pensamento há néctar e pólen.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007
















O corpo é mensagem,
palavras,
comunicação...
vida.
O corpo é dança,
poesia,
harmonia...
o corpo é amor
!


"... meu corpo embala o beijo adormecido... e a minha alma despe as palavras esquecidas..."

domingo, 7 de outubro de 2007

Outono Azul...


Hoje transformei o Outono que deixaste na minha vida

num lindo céu azul.

*

A ti grande SER de eterna ligação do meu viver, um dia azul cheio de amor. Muitos Parabéns!

sábado, 6 de outubro de 2007

Penso na vida... Ela é passageira.
É bom viver... Penso na vida...

Penso nas pedras sem vida,
penso nos espinhos
que são pedras...


Penso num jardim sem flor,
Penso nas pedras do caminho,
Penso numa vida sem carinho,
Penso num viver sem amor.



Penso num pássaro sem ninho,
carente de calor,
talvez cheio de saudades
do seu amor!

Penso em ti, com emoção,
Sem limites de orgulho,
penso, até nos meus sonhos,
Peço que me tenhas
No teu coração.

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

"Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo."
Clarice Lispector















… Hoje é um daqueles dias...sabem, aqueles em que o tempo passa sem marcar, o cansaço provoca sonolência, em que não existe paciência para nada, para ninguém...!

Sinceramente, sinto tamanha tristeza como há muito não sentia! viva, de alma morta. sozinha...

... Espero que o meu bom humor volte muito rapidamente. Sinto-me muito mal... Infelizmente, hoje sinto-me assim! -------------Até logo...

Mulher - Arte

LINDO!EXUBERANTE...UMA DANÇA QUE NOS DEIXA FASCINADOS PELO SER HUMANO E PELA ARTE.

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Arrisca...




Não tenhas medo de dar um grande passo!
é impossível atravessar qualquer barreira com dois saltos pequenos...

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Viagem...


A viagem mais importante que podemos fazer na vida é
encontrar pessoas pelo caminho .


Assim como uma planta deve enfrentar muitos obstáculos
antes de se tornar árvore.

    Silence 4 - My Friends

    Os Silence 4 eram francamente bons!


    "As pessoas surgem na nossa vida por acaso
    Mas não é por acaso que elas permanecem"
    Entre os seres humanos, mesmo se intimamente unidos, permanece sempre aberto um abismo que apenas o amor pode superar, e mesmo assim somente como uma passagem de emergência.

    -Herman Hesse-

    Memória...

    "De que vale ter memória
    se o que mais vivi
    é o que nunca se passou?"

    uM pontO de LuZ...

    Está mesmo lá ao fundo...

    terça-feira, 2 de outubro de 2007

    Convicção

    Mikhail Gribkov






    Acredito que no lado esquerdo de cada inferno
    existe menos sombra e mais coração.
    Dentro de nós tudo arde, excepto a palavra.

    Acredito que o inferno fica no cimo de uma colina de cinza
    e que o céu é mais abaixo, para quem não tem medo de cair.

    segunda-feira, 1 de outubro de 2007

    Men in black



    Vejam este "animatic", o Cartoon Brew publicou um artigo sobre este filme podem consultar através do link:
    http://www.cartoonbrew.com/tv/men-in-black

    Não tem animação. Não conheço nada acerca do tema, mas acho um trabalho de composição excelente.

    (Obrigada Amiga especial pela partilha.)

    domingo, 30 de setembro de 2007

    Pintura óleo - Bill Foss

    Descobri que não tenho tempo de viver todas as vidas que carrego dentro de mim...